IOM IOM

Quem somos

O Instituto de Olhos de Maceió (IOM) foi fundado no dia 13 de abril de 1996, pelo Dr. Allan Teixeira Barbosa, com o objetivo de oferecer um atendimento oftalmológico de qualidade em Maceió. Ao longo de sua história, o IOM cresceu, e hoje além de modernas e amplas instalações, conta com um corpo clínico que reúne profissionais altamente qualificados e experientes (especialistas, mestres e doutores), bem como com um quadro de funcionários competente e bem treinado.

Somando-se a tudo isto, encontra-se numa localização privilegiada e dispõe de uma infraestrutura dotada de equipamentos modernos e de última geração. Por isso oferece a seus pacientes um atendimento dentro do mais rigoroso padrão técnico, sem deixar de lado o que realmente faz diferença: atenção e calor humano.

Mais do que um serviço especializado em oftalmologia, a equipe IOM trabalha continua e arduamente para ser a clínica a quem você pode confiar os cuidados com a sua visão.

Para viabilizar o atendimento fora de sua sede, o IOM desenvolveu o AMAM – Projeto de Assistência Médica Ambulatorial Móvel – que conta com um consultório móvel e itinerante, montado em um ônibus adaptado e totalmente equipado que desde 2006, leva a qualquer lugar o atendimento de excelência oferecido pelo Instituto. Os serviços prestados pelo Projeto AMAM podem ser solicitados pelas prefeituras, por entidades ou por empresas.

IOM Social

IOM Social

O Instituto de Olhos de Maceió (IOM) tem compromisso com a preservação da saúde ocular, essencial para todos, independente da classe social. O Instituto mantém o Programa IOM Social, por meio do qual atende pacientes oriundos do Sistema Único de Saúde (SUS).

São realizadas regularmente cerca de mil consultas eletivas, 500 cirurgias oftalmológicas e 500 exames diagnósticos por mês. O IOM também é pólo no Projeto Glaucoma (distribuição de colírios aos portadores desta doença). Em parceria com o Governo do Estado também são desenvolvidas ações voltadas para alunos do ensino fundamental, nas quais já foram atendidas aproximadamente 60 mil crianças em 15 municípios alagoanos.

Uma ferramenta importante do IOM Social é o Projeto de Assistência Médica Ambulatorial Móvel (AMAM), que leva o atendimento do Instituto de Olhos de Maceió para regiões mais afastadas.

Projeto AMAM (Assistência Médica Ambulatorial Móvel)

Projeto AMAM <small>(Assistência Médica Ambulatorial Móvel)</small>

Para viabilizar o atendimento fora de sua sede, o IOM desenvolveu o AMAM, que atua desde 2006. São cinco médicos oftalmologistas, duas auxiliares de enfermagem, duas atendentes e um motorista a bordo do ônibus AMAM, que já esteve em diversos municípios alagoanos, atendendo á solicitação de suas prefeituras.

O AMAM dispõe de um ônibus equipado e adaptado para servir de consultório médico itinerante. Após o atendimento, nos casos em que há indicação, é realizada a distribuição de colírios e lentes corretivas.

De início, o projeto tinha como foco as crianças com idade entre 7 e 14 anos, estudantes da rede pública do Estado. O objetivo era diminuir a evasão escolar e a repetência, já que problemas visuais podem causar falta de interesse pelos estudos.

A essência do AMAM foi mantida, mas sua abrangência foi ampliada. A Assistência Médica Ambulatorial Móvel oferece aos pacientes o atendimento de consulta e realização de exames, como o de refração computadorizada, que avalia e calcula o grau que deverá ser utilizado pelo paciente; exame do fundo de olho, que avalia os nervos óticos e a retina, podendo diagnosticar doenças como o glaucoma e retinopatia diabética; e o exame de tonometria, que mede a pressão intraocular e pode levar ao diagnóstico de glaucoma.

Uma característica comum entre as diversas patologias que podem acometer os olhos é a sua forma silenciosa de evolução. Muitas doenças surgem e avançam sem sintomas e, aos poucos, vão afetando a visão até debilitá-las e, aí sim, se percebe a existência da doença.

A consulta em oftalmologia é primordial para evitar danos maiores, tendo em vista que muitas doenças são assintomáticas. O oftalmologista deve ser procurado independemente da existência de sintomas, pois o diagnóstico precoce pode ser determinante para a preservação da saúde ocular.